Nova teoria democrática :

6, outubro, 2008

Mal político que sou, ou melhor, mal entendedor de política por falta de interesse mesmo, hoje ao ver os resultados das eleições de vereadores ( que são extremamente complicadas ) e decepcionado por não ver o meu candidato a prefeito no 2o turno, somado a pesquisas e opiniões de que ele seria imbatível no 2o turno, eu proponho uma nova teoria para a democracia.

Primeiro, como referência, nos Estados unidos, você tem as “prévias” para escolher os candidatos de todos os partidos, que são apenas dois. Democratas e Republicanos. Aqui no Brasil eu nem imagino quantos partidos existam, e muito menos que hoje em dia partido signifique algum tipo de posicionamento estratégico como já foi ( direita, esquerda, centro etc.. ) … Hoje em dia o que se percebe é que o partido é o que melhor atende as nescessidades do candidato, se não ele muda como se muda de posto de gasolina ou de canal na televisão. Também nos estados unidos você não é obrigado a votar, vota quem quer.

Segundo, vejo muitos brasileiros olhando as pesquisas e pensando em voz alta, votando contra a pessoa A ou B. E quando isso acontece, criam-se dinâmicas completamente diferentes do objetivo inicial que era escolher o seu candidato e não votar contra um outro candidato, por causa de uma certa notícia de uma certa pesquisa. E afinal de contas, como você é obrigado a votar, acaba querendo fazer desta obrigação algo útil para você.

Com isso minha proposta é criar o VOTO NEGATIVO, porque se você realmente não quer ver uma pessoa eleita, você pode votar contra ela, ao invés de a favor de outro. Independente de pesquisas ou opiniões, você teria a capacidade de anular um voto válido do candidato A ou Partido B. Isso cria novas dinâmicas porque eventualmente você pode estar deixando a decisão do vencedor para outra pessoa, que não você, fugindo da idéia original da democracia. Mas já que existem pesquisas, 1o, 2o turno, horário político, e a percepção de que as vezes precisa-se votar contra alguém para atingir seus objetivos políticos, não seria também bastante Democrático deixar a pessoa escolher o que fazer com o seu voto, seja ele positivo, negativo, branco ou nulo ?

Meu blog é democrático … pode comentar 😀 mas lembre-se que eu modero os comentários, por puro prazer.

Anúncios