Google Wave – uma boa idéia que provoca a inovação constante.

2, junho, 2009

Depois do Twitter, com seu sucesso ( eu ouvi na rádio “pop”hoje de manhã ) obviamente, da mesma forma que aconteu com Netscape, Messenger, Orkut, Myspace, Twitter e qualquer outro projeto de sucesso, as empresas, anunciam seus planos pro futuro (“de como vão dominar o mercado, ou o mundo”), e as vezes são muito bons e interessantes como foi a proposta do Google para se o Email fosse inventado hoje.

Fala de ondas ( Waves ) de comunicação e suas aplicações ( email, fotos, blog, etc ) associadas e agrupadas.

Enfim, gostei do conceito e da implementação.

Recomendo o post do TechCrunch : http://www.techcrunch.com/2009/05/28/google-wave-the-full-video-from-google-io/

ou o video de 1h e pouco pra quem tiver tempo :

Anúncios

Twitter language, Miguxeitor 4 Business ? – Meu Manifesto

13, maio, 2009

Falar do Twittter hoje em dia é óbvio, quase que “ululante”, mas não sou Nelson Rodrigues para tanto.

O Twitter é fenômeno, esta sendo o namoradinho do mercado, ultrapassou audiências de Jornais importantes, mas a maioria dos novos usuários impulsionados pela Oprah, CNN, Ashton Kutcher (nos EUA), Fantástico e Veja (no Brasil), são novos, estão aprendendo, entendendo, se acostumando.

Eu já tenho utilizado o Twitter por um bom tempo, descobri algo muito interessante sobre o serviço, que limita os posts/mensagens em 140 caracteres ( muito pouco ), e depois de descobrir que um alemão tinha limitado os SMS dos celulares em 160 caracteres porque ele achava suficiente ( sem nenhum estudo ou motivo técnico )

Chega de enrolação, vamos ao ponto. 160 já era pouco, 140 é menos e o que acontece com nossa comunicação que já é mais fria, mais direta, mais pública*, mais abreviada ?

A nossa comunicação se adapta. Veja exemplo de como mandar uma receita de um prato, em matéria no caderno de gastronomia do estadão “Paladar”, que chega a ser assustador.

Assutado, lembrei como os adolescentes gostam de abreviar, mudar maíusculas e usar letras e símbolos em uma linguagem apelidade de “Miguxa” onde ver e experimentar é a melhor forma de entender :

Uma simples frase, no Neo-Miguxês ficaria assim :1 SIMPLExXx fRAsE…nu Neu-MiGuxXxeixXx ficAriAh AXXim **

Então acho que começamos a abreviar tanto nossa comunicação, ser tão diretos, que estamos criando novas derivações do nosso idioma, já quase desconhecido em sua totalidade. Estamos perdendo a entonação, a emoção, o prazer de falar em troca de comodidades, velocidades e tendências, que acredito que iremos questionar no futuro, quando todo mundo estiver falando e ninguém estiver mais escutando … ( porque não entende)

Este é o meu manifesto contra o Twitter, que mesmo sem perceber me dominou e me tornou um comunicador abreviado, simplificado e longe de ser contemporâneo.

* o Twitter permite que vc proteja seus “tweets”/mensagens pra quem vc autorizar, como eu fiz em twitter.com/parisneto

** Existe uma ferramenta online para você traduzir seus textos para o “Miguxês”