teste

17, março, 2009

teste oas7  rmlaoas7 rmla bomapetite hello word


Aprendendo a entender a Crise Financeira

19, fevereiro, 2009

Zeitgeist – palavra complicada, inteligente e um novo ponto de vista vindo dos EUA

26, janeiro, 2009

Zeitgeist, a palavra em alemão que signfica ou descreve “o espírito do tempo”  ( leia mais na Wikipedia ) ja foi usada pelo Google para mostrar os termos mais buscados do ano , também é nome de um filme, ou melhor documentário que é distribuído livremente pela internet, e que gostei muito da experiência de assistir, refletir e discutir com as pessoas mais próximas.

Peter Joseph é responsável pelo filme, que fala sobre mentiras, ataca assuntos delicados e pessoais como religião ou globais como economia. O mais incrível é a capacidade que ele teve de coletar imagens, sons, músicas e a Semi-ótica final do seu trabalho. Independente de julgar as verdades que ele coloca no documentário, bastante polêmicas, é uma obra de arte.

 

Eu gostaria de entender até onde é verdade, e até onde é arte, mas já aprendi e penso que a verdade é sempre relativa e muda com o tempo, não é verdade ?

 

Além de ser arte, educa, questiona e faz a gente parar pra pensar e questionar o “Statu Quo“, o que aprendemos, o que ouvimos e o que falamos.

Então, recomendo a vocês assistirem o filme ( e se gostar a parte II – Addendum ) e independenta das suas opniões, pensar, refletir e se provocar.

O filme é gratuito, pode ser visto no própio site, ou copiado para o seu computador, através do popular BitTorrent.

Faça o download do Zeitgeist aqui

Mais sobre o filme e/ou para assitir online em : http://www.zeitgeistmovie.com/

PS: Dica para os que preferem legenda como eu ( independente do inglês fluente ou não ), e o própio site oferece legendas em diversos idiomas, mas também é bastante fácil encontrar as legendas produzidas por nossos amigos brasileiros.


Uma Lição de vida e gastronomia

2, dezembro, 2008

Estou emocionado !, o Foie Gras, mais controverso ingrediente da atualidade, existente desde a antiguidade, criado para os Pharaos, em uma história para se pensar sobre a vida, a natureza, valores e sobre Foie Gras.

TED talks, sempre impressionando.


Em época de ETs …

15, outubro, 2008

Depois da triste notícia que eles não chegaram, a nossa médium Blossom Goldshield da austrália tinha anunciado uma mensagem mediúnica que entre ontem, hoje e amanhã estaríamos tendo um contato de 2o grau com aliens … vale a pena ver o vídeo, pela música, imagens, mensagem de amor :

encontrei na internet uma nova forma de criar sinais, passar o tempo ou sugestão de prova para o Big Brother 9 que vocês podem ver AQUI : http://xpock.tv/play.php?vid=1129


A importância dos direitos autorais.

14, outubro, 2008

Não, eu não quero dizer que copiar MP3’s é crime. Nem que a Sony/BMG ou o Artista estão sendo de alguma forma privilegiados ou prejudicados. Mas após ter assistido a palestra do Lawrence Lessig no Digital Age 2.0, eu entendi que uma mudança cultural sobre direitos autorais é urgente no mundo.

Quando eu era adolescente, eu fazia fitas K7 ( ou cassete ? ) com músicas “legais” ( no sentido de gostar das músicas), copiando de outra fita de um amigo ( com os aarelhos doubledeck  ), aprendendo a dar o pause na Rádio ( a vinheta sempre marcava a música )  ou de Discos de Vinil e eventualmente os maravilhosos CD’s. O Remix de fitas era uma especialização de amigos, e alguns eventualmente era semi-DJs e tudo isso era divertido, normal e parte da nossa cultura. \

Hoje em dia, quando se “baixa” uma música da internet, ou se copia para o Celular/MP3 de um amigo, as crianças/adolescentes norte americanos estão cometendo crimes e recebendo cartinhas da RIAA ameaçando elas. Já existe jurisprudência à respeito e o que está acontecendo culturamente é que os adolescentes crescem sabendo que estão infringindo a lei. Não é muito diferente das fitas K7 do ponto de vista da experiência, mas não é o que a lei atual de copywright diz ou entende. As ferramentas evoluiram, a conectividade aumentou, a facilidade em copiar, transferir ou remixar músicas e vídeos também aumentou, e a lei não mudou.

O Brasileiro tem “cunhado” culturalmente que pagar menos é vantagem ! podemos procurar muitos exemplos como se falar de impostos com a sonegação, caixa 2 …. pode se falar de energia elétrica ou água em regiões mais pobres com os famosos “gatos” ou  até mesmo de meia entrada para estudantes em populações mais ricas.

Eu não quero que o meu filho ou mesmo os americanos adolescentes de hoje, crescam com uma cultura de fazer mais uma coisa errada. Eu queria que a lei fosse mais contemporânea, e a evolução fosse um processo de crescimento e melhoria, mas isso é o meu desejo.

E por esse desejo suporto 100% a iniciativa sem fins lucrativos do Creative Commons, e por isso a partir de hoje o meu Blog tem uma licensa de uso e um copywright moderno e adequado a estes tempos atuais e meus desejos.

Creative Commons License
Páris Piedade Neto Blog por Páris Piedade Neto é licenciado sobre Creative Commons Attribution-Noncommercial-Share Alike 2.5 Brazil License. Com base no trabalho em parisneto.wordpress.com.


Nova teoria democrática :

6, outubro, 2008

Mal político que sou, ou melhor, mal entendedor de política por falta de interesse mesmo, hoje ao ver os resultados das eleições de vereadores ( que são extremamente complicadas ) e decepcionado por não ver o meu candidato a prefeito no 2o turno, somado a pesquisas e opiniões de que ele seria imbatível no 2o turno, eu proponho uma nova teoria para a democracia.

Primeiro, como referência, nos Estados unidos, você tem as “prévias” para escolher os candidatos de todos os partidos, que são apenas dois. Democratas e Republicanos. Aqui no Brasil eu nem imagino quantos partidos existam, e muito menos que hoje em dia partido signifique algum tipo de posicionamento estratégico como já foi ( direita, esquerda, centro etc.. ) … Hoje em dia o que se percebe é que o partido é o que melhor atende as nescessidades do candidato, se não ele muda como se muda de posto de gasolina ou de canal na televisão. Também nos estados unidos você não é obrigado a votar, vota quem quer.

Segundo, vejo muitos brasileiros olhando as pesquisas e pensando em voz alta, votando contra a pessoa A ou B. E quando isso acontece, criam-se dinâmicas completamente diferentes do objetivo inicial que era escolher o seu candidato e não votar contra um outro candidato, por causa de uma certa notícia de uma certa pesquisa. E afinal de contas, como você é obrigado a votar, acaba querendo fazer desta obrigação algo útil para você.

Com isso minha proposta é criar o VOTO NEGATIVO, porque se você realmente não quer ver uma pessoa eleita, você pode votar contra ela, ao invés de a favor de outro. Independente de pesquisas ou opiniões, você teria a capacidade de anular um voto válido do candidato A ou Partido B. Isso cria novas dinâmicas porque eventualmente você pode estar deixando a decisão do vencedor para outra pessoa, que não você, fugindo da idéia original da democracia. Mas já que existem pesquisas, 1o, 2o turno, horário político, e a percepção de que as vezes precisa-se votar contra alguém para atingir seus objetivos políticos, não seria também bastante Democrático deixar a pessoa escolher o que fazer com o seu voto, seja ele positivo, negativo, branco ou nulo ?

Meu blog é democrático … pode comentar 😀 mas lembre-se que eu modero os comentários, por puro prazer.