Errei Feio …

Em 1999, participei de um chat histórico ( ao meu ver ) sobre comércio eletrônico com alguns amigos e profissionais que respeito no mercado, e eu dizia que quando o WebTv chegasse a US$ 300, e a cobertura da Internet aumentasse significativamente, estaríamos hoje pedindo pizza e remédios pela TV.

PS: os devices de $300 mais proximos dessa realidade são os Iphones, que dispensam a TV e tem cobertura muito maior que a Internet hoje em dia.

 Segue a íntegra do chat :

Comércio Eletrônico

Chat com Alexandre Pombo, gerente de automação comercial da Microsoft.

O chat do dia 17 contou com a participação de dois membros da Microsoft – o convidado especial Alexandre Pombo e Páris Neto, da Divisão de Desenvolvimento – além de gerentes de empresas de informática, de provedores Internet, publicitários, curiosos, colunistas do WebWorld… O tema era comércio eletrônico. Mas a conclusão a que se chegou é que esse assunto pode abrigar outras grandes questões – segurança, Web TV, papel das Solution Providers, presente, futuro, cultura, comunidade. Veja aqui o chat, que acabou revelando novidades quentes. Entre elas: o padrão SET será incluído no Internet Explorer 5.0 e a Web TV chegará ao Brasil, definitivamente, no primeiro trimestre de 1999.

E-commerce

LC fala para TODOS: Gostaria de saber quais os tipos de tributos são cobrados pela compra virtual, e se existe o estudo da criação de outros tributos?

Alexandre Pombo responde para LC: Os tributos envolvidos são os tributos normais de qualquer operação tradicional.

Vicente pergunta para Alexandre: A Microsoft privilegiou o Bradesco e a Visa?

Alexandre Pombo fala para TODOS: Vicente, desculpe, mas isto não é verdade. O Bradesco e a Visa tiveram a iniciativa de desenvolver os seus malls e contaram com o nosso apoio. Nós temos mais de 400 Solution Providers habilitados a ajudar quem quiser fazer o mesmo.

Vicente Tardin fala para Alexandre: Perguntei isso para saber sua opinião. O comércio eletrônico precisa do aval dos bancos para deslanchar no Brasil?

Alexandre Pombo responde para Vicente: Os bancos são muito importantes na operação uma vez que a intermediação é interessante para eles como negócio, além de conferirem uma segurança maior nas operações.

Adriana Lessa fala para Alexandre Pombo: Bem, Alexandre. Tenho perguntas também. Você acredita que o comércio eletrônico business-to-business é mais lucrativo do que o business-to-consumer? Ou justamente o contrário? A Microsoft investe nos dois tipos?

Alexandre Pombo responde para TODOS: O grande potencial da Internet é no Business to Business. Se estima que no ano 2002 cerca de US$ 300bi serão comercializados no mundo. As estimativas para 1998 são de US$ 7bi.

Alexandre Canatella fala para TODOS: Qual formato terá mais adesão no processo inicial do e-commerce no Brasil – bussiness-to-bussiness ou bussiness-to-consumer?

Alexandre Pombo responde para Canatella: Xará, inicialmente o B2C, mas o grande filão será mesmo o B2B.

moschetta fala para Alexandre Pombo: Bussines to Business não é um nome novo e charmoso para o antigo EDI?

Alexandre Pombo responde para Moschetta: O EDI tem a dificuldade de utilizar uma LP, o que é caro.

Pagamento

Gustavo Kruel pergunta para Alexandre Pombo: A Microsoft pretende criar uma solução integrada para a interface entre o Site Server e os sistemas de cartão de crédito?

Paris Neto fala para TODOS: O Produto suporta alguns Payment Gateways da HP, Trintech e outros. No Site da Microsoft , dentro da seção do Site Server, você pode conhecer soluções de terceiros que se integram no produto.

Gustavo Kruel fala para Paris Neto: Sim. Vários já tem solução para a integração. Mas não se pode usar apenas um sistema para fazer pagamentos com qualquer cartão. Como funciona isso?

Paris Neto fala para Gustavo: O pagamento é um processo na linha de produção do Site Server. Isso pode ser um pagamento interno em um sistema corporativo ou uma autenticação perante uma operadora financeira. Hoje, em lojas, postos, vemos várias maquininhas para processar cartão .. devemos por algum tempo ainda ter alguns componentes de software também .. a unificação seria boa para nós e ruim para os bancos …

Gustavo Kruel concorda com Paris Neto: É isso. Mas como os clientes têm sempre razão…

Paris Neto fala para TODOS: Sim, o cliente manda no mercado .. mas o lojista está fazendo exatamente isso… atendendo o cliente suportando qualquer cartão… claro que com tecnologia vai ficar mais fácil. Precisa se resolver a política !

PC World pergunta para TODOS: Por que a preocupação com uso do cartão de crédito só surgiu no comércio eletrônico, se todos os dias vários lojistas têm acesso ao nosso número de cartão de crédito?

Paris Neto sorri para PC World: No começo da Internet os problemas de segurança fizeram muito marketing para a Internet, hoje é mais uma questão cultural do que técnica. Existem grandes volumes de operação financeira sem problemas…

alex responde para PC World: Talvez porque na Internet seja mais difícil rastrear a origem do problema.

Moacir Mendonça fala para Alexandre Pombo: Alexandre, A Microsoft tem alguma aliança com a HP no mercado de business-to-business ???

Alexandre Pombo responde para TODOS: Temos aliança com a Verifone, que é uma empresa da HP, para gateways de pagamento.

Gustavo Kruel pergunta para Alexandre Pombo: Assim como a Microsoft fez um acordo com alguns bancos para usar o Money como Home Banking, ela não vai fazer acordos com os operadores de cartão para nos dar uma solução unificada?

Alexandre Pombo responde para Gustavo: a nossa solução permite vários tipos de pagamentos, mas não está no escopo da Microsoft unificar os gateways de pagamento.

Paris Neto fala para TODOS: se a Microsoft fizesse um Payment Gateway para todos os cartões e tirasse a margem dos bancos, aí sim seríamos monopolistas! Não é o que fazemos. Temos uma solução aberta. O mercado que não tem um provedor de pagamentos unificados… lembra do lado do caixa três ou quatro máquinas de pagamento?

Comunidade Virtual

Adriana Lessa fala para TODOS: Vou jogar aqui uma pergunta feita por e-mail por João Marcello Brasileiro, do provedor ServNet . Como atingir um diferencial no e-commerce? Como incrementar as vendas online?

Alexandre Pombo responde para João Marcelo: Personalização e identificação de comunidades é a chave do sucesso. Com isto você consegue transformar a Internet numa mídia efetiva.

A. Canatella fala para TODOS: Alexandre vou citar um case, do qual vocês da Microsoft fizeram parte. A Di Monaco Cholocates tem seu site no S. Bradesco e faz uma operação com limitações aos consumidores. O e-commerce deve ser um agente facilitador, pois ele deve superar exatamente os limites do negócio tradicional. Impor limitações não é estar indo na contramão?

Paris Neto fala para TODOS: Eu acho que em todo novo canal de distribuição, como por exemplo Internet via e-commerce, existe um período de adaptação e maturação. Exemplo: como você pode prever as vendas de flores? E no dia das mães? Por isso normalmente os lojistas impõem limites no início da operação…

A. Canatella fala para TODOS: Xará, eu conheci um produto da MS que é o Site Server E-commerce Edition, que traz um processo de personalização do site para o consumidor de catálogo eletrônico, por exemplo. Haverá muitas possibilidades de ferramentas para desenvolvedores, porém os dados para termos números exatos serão muitos úteis para se desenvolver o webmarketing do site. Como a MS vê isso e se prepara para tanto?

Alexandre Pombo responde para TODOS: Xará, nós estamos preparando os nossos parceiros, Solution Providers e desenvolvedores para suprir esta necessidade do mercado.

Atílio fala para TODOS: Sobre o B2C, temos em nosso conceito de que não se trata, necessariamente, da trinca de ouro “catálogo+cartão(c/ set)+ delivery” . Tem que ser mais amplo, pois o que está em cena é o comportamento do consumidor em usar um novo instrumento. Para comprar sapatos, por exemplo, onde num instante qualquer, tem que haver uma avaliação subjetiva e presencial (cabe no pé ou não).

Alexandre Pombo responde para Atílio: Por isto que os nossos produtos incorporam o Personalization Server – para garantir uma melhor experiência.

Paris Neto fala para TODOS: No processo de personalização de cliente, existe um conjunto de tecnologia + informações gerenciais geradas a partir do site para que a empresa possa ter o poder de mudar a loja virtual

Sinval fala para Alexandre Pombo: Quais os produtos que vocês têm para as pequenas empresas?

Alexandre Pombo responde para Sinval: Temos o SBS que tem a plataforma básica para suportar o Site Server.

Sinval fala para Alexandre Pombo: E o SBS esta acessível no mercado?

Alexandre Pombo responde para Sinval: Sim, o BackOffice Small Business Server (SBS) já está disponível nos nossos canais, inclusive na versão em português.

Cultura

Adriana Lessa fala para TODOS: De um leitor: desejo saber quais as estratégias da Microsoft para romper a barreira de resistência cultural dos consumidores e, principalmente, dos empresários em relação ao comércio virtual.

Alexandre Pombo responde para Adriana: Para romper a barreira no B2C, temos que implementar dispositivos de segurança, tipo SET, daí a motivação dos bancos. O B2B é uma maior divulgação de ferramentas e entendimento dos benefícios de vendas por catálogo na Internet, inclusive o processo de MRO.

Paris Neto fala para TODOS: Serviço de tradução : MRO = Maitenance e Repair Operation = bens indiretos à produção.

Vicente Tardin responde para Paris Neto: O comércio é uma questão de cultura? Falta só tempo?

Paris Neto fala para Vicente Tardin: Não diria assim. Eu diria que ele tem o seu lugar, se bem explorado. Imagina em um futuro próximo, você através da sua TV pedir pizza, comprar remédios? A tecnologia é bem próxima do que temos hoje, só que a demanda ainda é pequena ..

Paris Neto fala para Vicente Tardin: A demanda vai aumentar com a diminuição dos custos de telecomunicação e uso de PC. A TV é uma alternativa barata e simples para o mercado que já tem TV e linha telefônica ou cabo. Só falta um device de 300 dólares. Podem imaginar aonde vai chegar a demanda ? Já vi isso que falei funcionando…

Gustavo Kruel fala para Paris Neto: Para que isso aconteça é necessário que tenhamos mais serviços de bairro, próximos fisicamente de onde você está. E mecanismos para achar esses serviços. A demanda vai bem, obrigado.

Vicente Tardin fala para Paris Neto: A tecnologia está chegando. Talvez antes da cultura se firmar.

Sinval fala para Alexandre Pombo: Como vocês vêem toda esta iniciativa da IBM em difundir a cultura eletrônica?

Alexandre Pombo responde para TODOS: Sinval, a propaganda da IBM é louvável para a Indústria. Promove o tema.

Previsões

Fernand fala para TODOS: A última Business Week traz essa semana previsões a respeito de Comercio Online que deixam o leitor atônito. Uns números dizem 5,1 bi em 1998 e depois 327 bi no ano 2002. O que existe de real e de especulação nisso?

Alexandre Pombo responde para TODOS: Fernand, tanto o IDC quanto o IRS (Receita dos EUA) confirmam as estimativas. O ponto é que o número será muito grande.

Fernand fala para Alexandre Pombo: Mas é que esses números são de uma precisão milimétrica. Isso me assusta um pouco porque soa como vapoware, você não acha?

Atílio fala para TODOS: O problema dos números é de definição: o que é e-business, e-commerce e vendas geradas a partir da Internet. Se alguém consultar um número de telefone pela Internet (Telesp, por exemplo) e disso resultar um negócio, pode-se contabilizar ou não como tendo sido gerado pela Internet. Parece ser mais aí a origem desta dispersão de valores.

Fernand fala para Atílio: Agora fiquei mais perplexo ainda. Qual a diferença entre essas classificações?

Solution Providers

moschetta fala para Alexandre Pombo: Atualmente todos os fornecedores de infra-estrutura de e-commerce fornecem apenas software de e-commerce. Apesar da propaganda, ninguém está indo além disso, prestando consultoria no assunto, por exemplo. É fato?

Alexandre Pombo responde para Moschetta: Os nossos Solution Providers se encarregam de fazer a consultoria. A Microsoft provê a plataforma.

Paris Neto fala para TODOS: a Microsoft é uma empresa de Software, a nossa consultoria é muito pequena, quem faz os serviços de implantação e customização são o Nosso Canal (Solution Providers) ou o departamento de IS da empresa.

baliego fala para Alexandre Pombo: Você acha que para desenvolver aplicações de e-commerce é necessário ser Solution Providers? Ou posso desenvolver isso com a minha equipe ?

Paris Neto fala para baliego: Ser solution provider estreita sua relação com a Microsoft (técnica e comercial). Se for interessante para você, ótimo. Se não, sem problemas. Não é um pré-requisito.

moschetta fala para TODOS: Não conheço nenhum solution provider da Microsoft capaz de prestar consultoria na montagem mercadológica (não técnica) de e-commerce

Atílio sorri para moschetta: Precisa ser SP da Microsoft.

moschetta fala para Atílio: Não precisa. Conhece algum?

Alexandre Pombo responde para TODOS: Atílio, o SP tem profissionais certificados pela MS, por isto conseguimos conferir uma melhor solução para os clientes.

Paris Neto sorri para TODOS: Eu sou da Microsoft !

Alexandre Pombo responde para TODOS: A MS tem a sua plataforma que chama-se Site Server Commerce Edition. Que por sinal tem várias soluções em produção para comércio eletrônico.

Atílio fala para Alexandre Pombo: Desculpe Alexandre, não deu para resistir a fazer uma pequena provocação.

Alexandre Pombo responde para Atílio: Sem problemas…

Padrão SET no IE 5.0

Adriana Lessa fala para Alexandre Pombo: Quais são os planos da Microsoft para o padrão SET?

Alexandre Pombo responde para TODOS: Adriana, o IE 5.0 já vai suportar o SET. Atualmente suportamos através de add ons da Trintech, Verifione, etc …

Adriana Lessa fala para Alexandre Pombo: Alexandre, o SET foi uma grande jogada da Microsoft. Me explique melhor, por favor, essa interação do padrão com o browser.

Paris Neto fala para TODOS: Adriana, o SET precisa de um “Cliente” na máquina do comprador, hoje você tem que instalar. No IE 5.0, você terá isso já como parte das ferramentas de Internet, facilitando a vida do usuário, só isso…

A. Canatella pergunta para TODOS: O e-commerce pende para o lado dos shoppings, como Visa Mall e S. Bradesco. Porém a composição online NÃO PODE FUGIR DA CONCEPÇÃO TRADICIONAL, com lojas âncoras. Como vc vê essa tendência, já que ela será muito importante para fidelizar os usuários / consumidores de varejo? Essa é p/ você também comentar Adriana.

Alexandre Pombo responde para TODOS: Canatella, temos diversas soluções baseadas em plataforma MS em produção, como Lojinha da Mônica, Abril Video, Drogasil e outras no forno.

Adriana Lessa fala para A. Canatella: Olha, se entendi sua pergunta, vc diz que uma coisa (o real) está necessariamente ligada a outra (o virtual). Certo? Acho que nem sempre é assim. Acho que a Booknet é um exemplo de “e-commerce” que deu certo por si só na Web. E tanto deu certo que virou real MUITO depois. Mas se era isso que você me perguntava: acho que o ecommerce se sustenta SIM.

A. Canatella fala para TODOS: Só que os cases hoje pendem para lados nada definidos (como se houvesse uma definição) hah !

WEB TV

Michel Lent fala para TODOS: Como anda a integração do e-commerce com a TV?

Alexandre Pombo responde para TODOS: Michel, o grande potencial para o B2C ocorrerá quando houver a integração com a Web TV, pois juntará uma base instalada grande de aparelhos com os benefícios da Internet.

Michel Lent fala para Alexandre Pombo: Ótimo. Minha preocupação é SEMPRE com o usuário final. Essa “história de Internet” ainda é muito complicada…

Adriana Lessa fala para Fernand: Oi Fernand. Você tem alguma idéia sobre isso que o Michel falou?

Fernand fala para Adriana Lessa: Integração TV e E-commerce? Bem, outro dia vi um programinha que você instala no seu micro e que é capaz de transmitir, via áudio, para o micro uma URL. No comercial, seria necessário inserir um sonzinho que faria a transmissão do endereço. Essa doideira (cuja aplicação me parece no mínimo gozada) vem confirmar uma tendência que diz que 40% das pessoas assistem TV enquanto surfam.

Michel Lent fala para Fernand: Só não assistem TV e surfam mais, por que a conexão ainda é pelo telefone.

Michel Lent fala para TODOS: Acho que o medo do CC na Internet é puro desconhecimento.

Fernand fala para TODOS: Bom, mas eu acho que não fui claro. De qualquer forma, me parece que essa idéia, que se chama Web Choice TV, pode ser interessante enquanto não rola essa tão desejada, sonhada, idolatrada salve salve Web TV… Solução made in Portugal, claro.

Alexandre Pombo responde para Fernand: A Web TV está mais próxima que você imagina….

Paris Neto fala para TODOS: a Web TV existe e é vendida nos Estados Unidos, vá a uma RadioShack e pergunte. Existem mais de três modelos. A próxima versão vai rodar Windows (versão CE) e facilita os desenvolvedores, já que é uma plataforma mais utilizada, então o custo deve cair dos US$300 e a demanda deve começar a crescer MUITO rapidamente.

Vicente Tardin fala para TODOS: Amigos, alguém sabe quando a WebTV vai chegar ao Brasil?

Gustavo Kruel responde para Vicente Tardin: Parece que em Brasília já tem

Fernand fala para Alexandre Pombo: Opa, mais uma promessa….quando, quando, quando, PELO AMOR DE DEUS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

A. Canatella fala para Alexandre Pombo: Essa referência a “próximo” da Web TV que vc usa – o que é estar próximo diante de tantas indefinições da net?

Alexandre Pombo responde para TODOS: Previsão de Web TV é primeiro trimestre de 1999.

Atílio fala para TODOS: Pessoal. Não vamos nos esquecer que o foco não é tanto a tecnologia, mas o comportamento dos compradores e vendedores online. Se por um lado temos a Oscar Freire, por outro temos Sapobemba também. E não é pouco o que temos de sapobemba pelo mercado, e são excelentes compradores de novas tecnologias. Porque sabem o quanto é difícil e disputado o mercado. Mas têm pouca ou quase nenhuma cultura avançada nessas tecnologias maravilhosas de servers, gateways e protocolos.

Paris Neto fala para TODOS: Logo logo terá WebTV no Brasil. NÃO CULPEM A MICROSOFT. Você já tentou pedir uma LP de míseros 64 K de um bairro para outro?? Não depende só de nossa boa vontade e dinheiro…

Fernand fala para Alexandre Pombo: Caramba, primeiro trimestre de 1999. Além de ser horrivelmente longíquo, me faz crer que até lá, os yankees já vão ter inventado algo mais do balacobaco ainda e nós aqui embaixo, correndo atrás com a língua para fora. Desculpe Alexandre, mas essas coisas aí são polêmicas e eu me exalto um pouco. Qual é a dificuldade? Técnica ou política? Porque se for política, eu me desespero de vez!

Alexandre Pombo responde para TODOS: Fernand, as dificuldades são técnicas para padronização de NTSC e política, já que as operadoras de cabo não podem oferecer acesso comercial à Internet pela legislação atual.

Fernand fala para Alexandre Pombo: DESESPERO total então, é isso?

Gustavo Kruel fala para Paris Neto: Você já viu a extensão do cabeamento das TV’s a cabo?

Paris Neto fala para TODOS: Existem mais ou menos 1,5 milhão de casas cabeadas, mas a infra está disponível para seis milhões… Só que o Cabo não é a única solução! Aproximadamente 85% das casas ou mais têm telefone.

Gustavo Kruel fala para Paris Neto: É verdade. E existe o xDSL. Porque não está acontecendo? Esse estouro nas comunicações certamente iria desenvolver, e MUITO, o comércio online.

Microsoft Active Store

Adriana Lessa fala para TODOS: Pessoal da Microsoft. Que tal dar uma idéia para a gente do que é o Microsoft Active Store.

Alexandre Pombo responde para Adriana: O Active Store é uma iniciativa liderada pela Microsoft que pretende viabilizar uma produção otimizada de software para frente de loja.

Adriana Lessa fala para Alexandre Pombo: O Active Store está ligado ao e-commerce?

Alexandre Pombo responde para Adriana: Sim, na medida em que, com o barateamento das soluções de ponto de venda, vai permitir uma maior integração de toda cadeia de suprimento, baseada em e-commerce

Apelo, Marketing e Comportamento

Paris Neto fala para TODOS: não dá para comparar um shopping normal com um virtual. Os apelos devem ser diferentes, são mundos e compradores diferentes… Mas o alcance da Internet hoje não é grande. Você já viu alguém fora da área de informática configurar um modem e acessar o provedor sozinho?

A. Canatella fala para TODOS: Me preocupa muito o fato do e-commerce ter que ter uma sustentação de uma estratégia de mídia muito definida e adaptada, coisa ainda que os Sr. Mídias ainda não identificaram, como vocês vêem isso?

Sinval fala para TODOS: Um abraço para todos, tenho que ir. E sucesso para a MS em suas pretensões.

moschetta fala para TODOS: Canatella. Para mim este é o ponto crucial do momento e não a tecnologia

Fernand fala para TODOS: Pretensões é ótimo!

Paris Neto fala para TODOS: um abraço para o Sinval e SUCESSO para a Tecnologia! Nós somos uma empresa de software apenas!

Vicente Tardin fala para TODOS: Gente, eu mesmo configurei meu modem em casa etc.. E não sou nenhum profissional de informática! Sou jornalista…

moschetta fala para TODOS: Microsoft é uma empresa de software apenas!!!! Estás minimizando, e em muito, o papel de tua empresa neste mercado.

Paris Neto fala para TODOS: Vicente é amigo do pessoal da Microsoft… tenho certeza que acharemos mais histórias tristes do que felizes .. Meu pai não conseguiu e ele é aposentado, tem muito tempo e paciência.

A. Canatella fala para Alexandre Pombo: Alexandre (xará) atenção para minha última pergunta. O Moschetta comentou … e é isso mesmo … é dispensada uma atenção enorme para as soluções técnicas, e o webmarketing evolui não no mesmo compasso, o que lá adiante pode complicar… o e-commerce.

Paris Neto fala para TODOS: Mas é verdade – mais de 70% dos funcionários da Microsoft são desenvolvedores! O que fazemos é alavancar mercados em que a nossa tecnologia pode ser vendida, mas não somos uma empresa de consultoria em negócios !

Paris Neto fala para TODOS: Além do que (levantando uma bola), a Internet pode quebrar com muitos governos no seu modelo anarquista cooperativo! Resta saber qual irá se adaptar ou tentar dominar! A Microsoft continuará feliz se vender o software para isso!

Fernand fala para TODOS: E por falar em pai, o meu tem 70 anos, um modem meia boca, um micro idem, e já tem duas home pages e fica conectado horas a fio! Vocês viram que na recente pesquisa do Cadê Ibope, temos quase 20 % das pessoas que usam a Web com mais de 40 anos? Só existem mesmo dois obstáculos para essa coisa estourar: os malditos políticos de Brasília que pensam em traduzir o conteúdo da Internet (Waal!!!!!!) e esse nerdês todo que afugenta todo mundo.

Atílio fala para TODOS: Insisto que temos que dar mais atenção ao comportamento (marketing) do que à tecnologia, que é o campo preferido das empresas de tecnologia, como o caso da Microsoft.

Alexandre Pombo fala para TODOS: Canatella, é por isto que temos dentro do Site Server o Servidor de Propagandas (AD Server) e Personalização (Personalization Server), que permite uma análise melhor do aproveitamento do site.

Paris Neto fala para TODOS: Atilio esta certo! A Microsoft pensa nisso também .. temos um departamento (no qual o Alexandre Pombo trabalha) que cuida do Marketing deste mercado, para não ficarmos só no bits e bytes ..

Fernand fala para TODOS: 🙂 Eu estava dizendo que essa história de promessa lá na frente é vaga e incerta. Por isso o desespero. Eu sou um profissional de agência de propaganda. Meu negócio é mídia de massa. E enquanto a Web não for mídia de massa, pouca chance existe para essa coisa estourar. E me parece sempre que estamos nas mãos de burocratas. Só isso

A. Canatella fala para Atílio: Mesmo porque, Atílio, se a tecnologia não se adaptar às tendências do consumo e consumidor … morrerá na água como algumas que todos nós já presenciamos … né?

Paris Neto fala para TODOS: a Web pode fazer com que você trabalhe as massas de forma personalizada. Imagina o Pão de Açúcar tratar o cliente como amigo, você esqueceu a cebola ou não quer mesmo? É totalmente diferente. Você iria provavelmente conseguir aplicar suas idéias, que são limitadas ao espaço físico ..

Atílio fala para TODOS: Canatella. Marketing de massa na disseminação, mas totalmente pessoal no contato. Afinal, são dois computadores com razoável inteligência falando entre si, e provavelmente com produtos Microsoft! (essa é para o meu amigo Alexandre Pombo).

Confiança

Vicente Tardin fala para TODOS: Recebi esta pergunta: como a Microsoft pretende facilitar a questão dos micropagamentos?

Paris Neto fala para Vicente: Micropagamentos é como se eu tivesse 50 reais e gastasse um pouco em cada shopping. Existe uma empresa (CyberCash se não me engano) que oferece isso com Site Server. Você carrega a sua conta e gasta aos poucos… mas para nós (o Site Server) é simplesmente mais um método de pagamento !

Vicente Tardin fala para TODOS: Ainda há preconceito quanto à compra através de cartões de crédito? (de um leitor).

Alexandre Pombo fala para Vicente: Sim, tem gente até que tem medo de usar cheques …

Vicente Tardin fala para TODOS: Tem gente que tem medo de tudo.

Vaz fala para Atílio: Sobre comportamento, como é que se distingue uma loja confiável de outra não confiável? Quando pago meu almoço no cartão e há um problema, eu sei com quem reclamar.

Atílio fala para Vaz: O que conhecemos de compras pela Internet, nas condições atualmente operadas pelas administradoras de cartões, o processo é o chamado “assinatura em arquivo”, ou seja, acolhimento do débito sem a presença física do portador do cartão. E se este reclamar, automaticamente seria estornada a operação até que a pendência fosse esclarecida. Pelo menos é assim que elas (administradoras de cartões do Brasil) se pronunciam.

Vaz fala para Atílio: Pois bem, eu já quebrei a cara comprando na Internet. Paguei e não recebi ate hoje, tentei reclamar diretamente com o vendedor e não tive resposta por e-mail. E a Visa não se responsabiliza. O que eu faço?

Vaz fala para Atílio: Bom, no caso eu comprei nos EUA…

Troca de e-mails

A. Canatella sorri para TODOS: Parabéns à Web World, qualquer coisa ale.canatella@softrent.com.br.

Atílio fala para TODOS: Prazer falar com todos. Despeço-me também, deixando o e-mail: atilio@stts.com.br.

Alexandre Pombo fala para TODOS: Pessoal muito obrigado pela oportunidade e estamos disponíveis para os próximos chats. Aproveito e deixo o brcomerc@microsoft.com disponível para futuras discussões. Obrigado.

Paris Neto fala para TODOS: Estou à disposição para perguntas e discussões adicionais no email parisn@microsoft.com. Foi um prazer conversar com vocês…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: